GrifosNossos

abril 10, 2008

A verdadeira elegância

Arquivado em: Academia,Escrita,Leitura — grifosnossos @ 2:43 pm

Disse alguém que a verdadeira elegância não é sequer notada. Não andemos tão longe. Mas é necessário convir que não é pela atenção que se chama que se pode avaliar elegância. De fato, muitas mulheres crêem que, quanto mais jóias, mais bela ficarão. Não saber parar de se enfeitar é como não saber parar de comer. Só que, na elegância, a indigestão é dos olhos.

Não use roupas que a incomodam. Por mais belas que sejam, ao fim de algum tempo, prejudicarão a graça dos gestos, a naturalidade, dando um ar “endomingado” a quem as use. Quem pode sorrir espontaneamente quando a cinta está tão apertada que quase tira folêgo?

De que adianta estar com um vestido bonito, se você ficar puxando a saia ou endireitando a gola ou acertando o cinto ou alisando as pregas, ou, ou, ou, etc. Um dos melhores modos de usar bem um vestido é, depois de vesti-lo, esquecer-se dele.

A mulher usa roupas que lhe assentam. Mas deve também adaptar-se às roupas que usa. Por exemplo: que acha de uma jovem em vestido de noite, caminhando com passadas de quem está jogando tênis? Ou que pensa você de uma criatura vestida com saia e blusa a atravessar uma rua como se arrastasse uma longa cauda de vestido?

Clarice Lispector In: Correio Feminino

About these ads

24 Comentários »

  1. Contemplei-a: “simplesmente” bela
    Descalça e tecido estampado
    Sorriso meigo, olhar esgueiro
    Herança de Eva, talvez Pandora, quem sabe?
    Reluz o ouro sua essência
    É verossímil que o colar no delicado pescoço
    Brilha, mas também encanta
    Adornar a vaidade feminina
    Excita a sensualidade e o deleite
    Mas, não deslumbra a realidade
    Demover o consumismo extravagante da sociedade
    Exsurge o destemor da escritora
    Será coragem ou pura provocação?
    Tanta inspiração, essa “Clarice” me empolga

    Comentário por Josivaldo Leite 1º A Noite — abril 12, 2008 @ 11:37 am

  2. Simplesmente, a elegância feminina estar na naturalidade em que a mulher se posta, não será meros acessórios que lhe fará mais bonitas e marcantes, mas a transparência do interior delas. Clarice nos remete à refletir sobre várias temáticas neste texto, uma delas é o consumismo, incondicional, de muitas mulheres, deixando claro pra nós que a verdadeira elegância não depende de fatores externos e sim internos de cada mulher, isso sim encanta os olhos de qualquer pessoa.

    Comentário por Stéfani Tamiris - 1º B/Letras - Noite — abril 13, 2008 @ 12:05 pm

  3. Clarisse nos mostra que a verdadeira elegância feminina não se encontra nas roupas nem nos enfeites usados pelas mulheres, mas na sua naturalidade, na sua essência feminina.
    Ela derruba a conceituação que está impregnada na mente de muitas pessoas que pensam em elegância como o conjunto de coisas fúteis e exteriores à pessoa, não sabendo elas que é o que está dentro, é o seu conteúdo que fará dela uma pessoa elegante.

    Comentário por Laiana Ferreira- 1º "A" noite — abril 14, 2008 @ 4:01 pm

  4. Com linguagem bem direta e clara mais até que de costume, Clarice Lispector mostra o que muita gente ainda esmoba. O belo ou a beleza da mulher não se resume a superficialidade, futilidade, a muito mais que isso em cada uma delas. E Clarice esmiusa de forma intrigante como se trata-se de uma coisa morbida o que em parte e uma pura verdade. Quantas ainda preferem se vestir ou se ardonar qual uma peça, um movel e nada mais so pra ter a “peça da moda”, emportando-se em perecer o que não são. “Fica a lição o é bom pra os outros nem sempre é bom para todos”

    Comentário por jailson jônio 1°a noite — abril 14, 2008 @ 4:40 pm

  5. O texto de Clarice,retrata a vaidade feminina,seus pontos positivos e negativos,e as formas como nós MULHERES devemos nos expressar diante da vaidade e das modas que nos cercam a cada dia.O texto resalta também,a importancia e o cuidado que toda MULHER deve ter ao se produzir quando for sair,de acordo com o ambiente,tempo e necessidade,evitando dessa forma,o exagero das roupas e dos acessórios que vão ser usados.Além de tudo,Clarice tenta deixar claro que a beleza,o charme e a elegancia não só das MULHERES,mas das pessoas não estão apenas refletida em nosso exterior,ao contrário ela existe dentro dé cada um de nóse pode ser expressada da forma mais simples.

    Comentário por Clarissa de Assis — abril 14, 2008 @ 6:19 pm

  6. O texto “A verdadeira elegância”, retrata uma realidade cotidiana da população feminina.Relmente, muitas mulheres vivem a ilusão de que a verdadeira beleza está em produzir-se exageradamente, esquecendo a beleza natural que há em si mesma.Se preocupam tanto com a aparência exterior que acabam adquirindo uma beleza artificial, e deixam de lado o mais importante que é seu o verdadeiro “eu”, sua real elegância, que parte dos seus sentimentos e de sua espontânea personalidade.

    Karla Valéria- 1ºB/Noite.

    Comentário por Karla Valéria — abril 15, 2008 @ 10:38 am

  7. O texto “A verdadeira elegância” de Clarice Lispector, mostra um tema bastante comum na siciedade ,tendo como referência a mulher. Na verdade o objetivo dela é mostrar que a característica marcante da mulher não é apenas os acessorios que ela usa, mas sim , a essência natural que ela possui dentro de si. A questão da preocupação com a estética visual, agora é característica marcante de homens e mulheres.

    Comentário por arnaldo - 1 b - noite — abril 15, 2008 @ 3:02 pm

  8. Que triste a realidade da ditadura da beleza q impera na nossa sociedade contemporânea.as pessoas,sobretudo as mulheres,tornam-se escravas da elegância achando q so assim irão chamar a atenção de outras pessoas.ham, mal sabem elas q a verdadeira mulher chama a atençao pelo simples fato de ser e ter a elegancia da alma feminina.

    Comentário por aslan(2008.1-noite) — abril 15, 2008 @ 3:19 pm

  9. A verdadeira elegância não está nas roupas da moda ou de marca, nem tão pouco na quantidade ou valia das jóias usadas, isso chama-se luxo ou consumismmo exagerado, não elegância. O que torna alguém de fato elegante são os valores interiores que realçam espontaneamente diante dos olhos alheios. A verdadeira elegância é o que há de melhor em nós, e que transpassam de forma sutil a pureza da alma humana, seja através de um pequeno gesto (como um sorriso ou olhar sincero) ou de atitudes de humildade e solidariedade, quando estamos bem conosco e com o mundo que nos cerca. Atitudes essas, que são simplesmesnte o nosso próprio EU e não uma máscara usada como instrumento de persuasão para chamar a atenção de terceiros.

    Comentário por Rhaissa Elida - 1°A - Noite — abril 15, 2008 @ 5:16 pm

  10. Nota-se que Clarice enfatiza um dos fatores acorridos no decorrer da vida feminina, nos quais as mulheres passam por infinitas transições que as levam a cometer erros ou acertos, e com estes aprender que verdadeiramente o importante é ser você mesmo independente da opinião do outro, desde que se sinta bem. A verdadeira elegância a meu ver é refletida em um conjunto interno+externo utilizados com moderação.

    Comentário por Edlani -Letras/1º B Noite — abril 15, 2008 @ 5:21 pm

  11. O essencial na beleza feminina é a simplicidade com que a elegância demonstra o que há de tão especial numa mulher.É certo que as pessoas tem liberdade na escolha de como se vestir, mas há lugares que exigem cautela na hora de estar com vestes apropriadas.A verdadeira beleza de uma mulher está no seu interior.Acessórios ou combinações estranhas são apenas uma questão de gosto,mas Clarice abrange no texto que a verdadeira elegância está em sua naturalidade e em estar bem sem maiores exageros.

    Comentário por sandrine 1°B-Letras — abril 15, 2008 @ 11:01 pm

  12. A elegância de uma mulher revela em primeira instância sua beleza natural, seja ela exterior ou interior.O importante é se sentir bem com sua aparência.
    Enfatiza Clarisse Lispector a questão da verdadeira elegância que é o principal conteúdo de qualquer pessoa:o caráter.A real beleza feminina está no produto não na embalagem.

    Comentário por Diego Monteiro — abril 15, 2008 @ 11:13 pm

  13. A elegância, uma das características singulares da mulher, se trnsparece pela naturalidade. Clarice não permite reduzir a essência da mulher a simples acessórios. Ela deixa bem claro que a beleza e a essência feminina é natural e livre, não sendo condicionada por modelos impostos pela sociedade, que prezam mais pelo exterior e pelo exibicionismo do que pelo próprio bem-estar e liberdade de expressão da mulher. O texto ainda dá margens a outros questionamentos, como a interferência do capitalismo na cultura feminina, a pressão da sociedade, a liberdade de escolha, e a valorização do interior.

    Comentário por Aelinny (Letras-Noite) — abril 16, 2008 @ 12:02 am

  14. A elegância, uma das características singulares da mulher, se transparece pela naturalidade. Clarice não permite reduzir a essência da mulher a simples acessórios. Ela deixa bem claro que a beleza e a essência feminina é natural e livre, não sendo condicionada por modelos impostos pela sociedade, que prezam mais pelo exterior e pelo exibicionismo do que pelo próprio bem-estar e liberdade de expressão da mulher. O texto ainda dá margens a outros questionamentos, como a interferência do capitalismo na cultura feminina, a pressão da sociedade, a liberdade de escolha, e a valorização do interior…

    Comentário por Aelinny (Letras-Noite-2007.2) — abril 16, 2008 @ 12:09 am

  15. Podemos perceber com este texto uma das grandes verdades em nosso meio posto que as mulheres em sua maioria busca encontrar nas roupas a beleza, quando na realidade, as vezes sem perceber estão estragando ou melhor, deformando os seus corpos.
    Suas roupas,as vezes que marcam os seus corpos, tão justos podem muitas vezes destruir o que é tão belo.Portanto, deviamos avaliar seriamente se vale apena sentir-se bela hoje, sabendo que talves poderemos ter o nosso corpo deformado amanhã…Nem sempre se vestir bem é ficar feia, vestir-se bem, além de torna-se um mistério para os adimiradores, torna-se um meio de conservar o corpo…………….

    Comentário por Joelma Priscila — abril 16, 2008 @ 3:25 pm

  16. A essência da beleza encontra-se na simplicidade dos gestos,das ações cotidianas, do “eu” como pessoa, como amigo, como irmão…É certo que a beleza externa encanta os olhos de quem a percebe, porém, é a beleza interna que realmente envolve e conquista os outros, pois, as vezes uma pessoa bela por fora é uma pessoa mal-amada, antipática e superficial, por outro lado,”alguém desprovido de beleza” pode ser uma pessoa maravilhosa, digna da admiração alheia.
    Portanto, a verdadeira elegância encontra-se no íntimo de cada um de nós.Somos belos pelo que apresentamos como pessoa e não pelo que temos em termos de nível social

    Comentário por Layane Gomes 2008.1 noite — abril 16, 2008 @ 9:10 pm

  17. o que realmente nos vêm à mente quando nos referimos à elegância ou à beleza, imaginamos logo que se trata da aparência exterior que cada um tem e, como o texto meso diz muitas vezes a beleza se resuma a acessórios. è correto afirmar que a beleza oa elegância não está apenas no que se está usando, mas no que realmmennte se é. Há diversas coisas que podem tornar uma pessoa bela, por exemplo o seu modo de agir para com os outros, não somente aqueles que fazem parte do seu convívio social, mas todos que estão, de alguma forma, em contado com você.
    Eduardo Souza. 1º B noite.

    Comentário por Eduardo Souza (Dudu) — abril 18, 2008 @ 3:15 pm

  18. A verdadeira beleza da mulher não esta na materialidade, nem nunca será por modelos impostos pela sociedade ou por seu poder financeiro. A naturalidade e a simplicidade são as verdadeiras belezas do ser humano.
    o importante é o que você é e não o que pode aparentar ser.

    Comentário por Antonio José — abril 21, 2008 @ 10:57 pm

  19. O texto de Clarice Lispector evidencia um tema muito interesante a elegância. O texto nos mostra que a elegância, diferente do que muitos pensam, esta presente nos pequenos gestos e não no exagero do luxo. Uma pessoa para ser elegante primeiramente tem que se sentir bem. Não adianta você chegar na universidade vestido(a) como se fosse para uma festa, logo você vai perceber que nesse ambiente uma roupa mais simples e dispojada certamente cairá bem melhor.
    Em fim, elegância é uma questão de atitude, não adianta você se sacrificar em nome de uma aparência, pois certamente você não será feliz agradando aos outros e não a você mesmo.

    Comentário por NIELSON — abril 22, 2008 @ 8:07 pm

  20. Clarice Lispector relata no texto que a beleza feminina está em seu interior e não nas roupas ou acessórios que a tornem mais elegantes, tornando-a muitas vezes artificial.Portanto é preciso sentir-se bem deixando que sua beleza flua naturalmente.

    Comentário por Aldir 1°. b — abril 29, 2008 @ 9:08 pm

  21. O texto de Clarice Lispector evidencia a importância da verdadeira beleza, elegância de uma mulher que a encontrada em seu interior, é claro que ocorrem ocasiões que tem de vestir roupas que não são acostumadas a usar no cotidiano, mas não é preciso estar descofortável por isso, devem ter personalidade . A mulher não precisa exagerar nas roupas, acessórios, etc. para que se torne bonita, pois a verdadeira elegância de uma mulher vem de dentro para fora, não o contrário como algumas pessoas pensam.E só os inteligentes percebem isso.

    Comentário por bárbara izabella 1° b noite — abril 30, 2008 @ 11:31 am

  22. Clarice fala da verdadeira beleza da mulher,que nao se encontra em roupas ou algo que possam mostra-se,mas no seu eu,na sua essencia enquanto mulher,ser humano…
    Para ser vista a mulher nao precisa seguir tendencias ou modas que muitas vezes nada tem a ver com seu estilo,basta ser ela mesma,mostrar sua beleza propria,unica…por si so uma mulher é bela,seja como for…sua elegancia é tão natural como viver…basta perceber!
    resumir a beleza feminina a roupas e acessorios é nao conhecer uma mulher!

    Comentário por claudianne da silva ferreira — maio 7, 2008 @ 10:28 am

  23. concordo completamente com tudo que ela escreveu, vejo que a elegância não está nas roupa, jóias, acessórios etc… vejo elegância na pesssoa, como ela se comporta, como ela se expressa e principalmente como ela “recebe” as pessoas.

    Comentário por Ed B. A. — maio 28, 2008 @ 11:15 am

  24. O texto de Clarice Lispector fala da verdadeira beleza. Que não precisa estar coberta de jóias e roupas elegantes para se tornar uma pessoa bela e sim mostrar naturalmente o que você tem de belo através do seu carater e inteligencia. Mesmo que muitas vezes temos que nos vestir bem em determinadas ocasioes, temos que procurar está sempre a vontade e de bem com a vida.

    Comentário por Mayara Martinni — junho 8, 2008 @ 5:27 pm


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: