GrifosNossos

março 16, 2008

Lendo Augusto

Filed under: Leitura — grifosnossos @ 7:32 pm

PSICOLOGIA DE UM VENCIDO

Eu, filho do carbono e do amoníaco,
Monstro de escuridão e rutilância,
Sofro, desde a epigênese da infância,
A influência má dos signos do zodíaco.
Produndissimamente hipocondríaco,
Este ambiente me causa repugnância…
Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia
Que se escapa da boca de um cardíaco.
Já o verme — este operário das ruínas
Que o sangue podre das carnificinaslor
Come, e à vida em geral declara guerra,
Anda a espreitar meus olhos para roê-los,
E há de deixar-me apenas os cabelos,
Na frialdade inorgânica da terra!

Augusto dos Anjos

PS: Este texto pode ser comentado até o dia 25.

Anúncios

20 Comentários »

  1. Depreende-se do poema traços robustos de melancolia, o pessimismo marcante enseja influências mórbidas para o escrito, contudo, não ofusca o soberbo talento do poeta, a riqueza dos versos se traduz nas rimas formidáveis, além dos diversos aspectos abordados, misturando ciência à espiritualidade, a tragédia retratada pelo dissabor a vida, pode intrigar e/ou causar repúdio, falar da morte como algo natural, fomenta contraste ao mundo de quimeras. Acredito que a pessoa do poeta “Augusto” está estampada na essência de sua proposição, o homem do pé de tamarindo – suas idéias peculiares de oposição ao convencional – nos faz pensar: “A vida é bela, mas a morte nos espera”.

    Comentário por Josivaldo Leite - 1º A Noite — março 22, 2008 @ 9:40 am

  2. “O poeta Augusto dos Anjos utilizava um vocabulário rebuscado e científico, que abordava em suas poesias a imagem, a construção misteriosa do homem. A interpretação poética em “Psicologia de um vencido” expressa uma angústia que cresce e evolue-se diante da fatalidade inevitável da putrefação do homem, ou seja, da decomposição da carne humana. Lamenta, no entanto, esta passagem através do desespero particular de um sentimento doloroso.”

    Comentário por Stéfani — março 23, 2008 @ 3:04 pm

  3. Nesta poesia, muito bem elaborada, o autor Augusto dos Anjos, faz uma autobiografia, mostrando-se uma pessoa deprimida, pessimista e angustiada, que talvez tenha sofrido algum trauma em sua infância.
    Apesar deste desabafo, na minha opinião, o autor foi muito realista ao escrever, ao ponto de descrever como cada um de nós haveremos de terminar: “… o verme.. Anda a espreitar meus olhos para roê-los, … Na frialdade inorgânica da terra!” Este é o nosso fim.

    Comentário por Elce Gláucia de Oliveira Muniz - 1º A Noite — março 24, 2008 @ 6:52 pm

  4. Neste poema, o autor Augusto dos Anjos descreve a sua melâncolia,em forma de desabafo onde mostra ser uma pessoa amargurada e sofrida.
    No poema o autor faz sua autobiografia que não é diferente de muitas outras pessoas e que certamente o fim será a morte.

    Comentário por hildenise — março 24, 2008 @ 8:16 pm

  5. O autor Augusto dos Anjos, usa uma linguagem científica e pessimista para expressar em seus versos a tristeza de sua alma, mas principlmente, sua opnião diante da vida, ou melhor da morte. Nos fazendo refletir que não somos nada, senão matéria ou simplesmente mortais. Que não importa o que fazemos ou o que farão de nós, nem tão pouco o que conquistamos e quão importante somos para esse mundo porque a única certeza é que no fim, os vermes farão de nós pó, nada mais.

    Comentário por Rhaissa Elida - 1°A - Noite — março 25, 2008 @ 5:31 pm

  6. O autor usa uma linguagem culta, melancolica e deprimente para expressar seu pensamento sobre os misterios que envolve a vida e a morte, mostrando que esta consequemente será o fim do ser humano pois, não somos eternos. O poeta choca ao utilizar uma linguagem forte para expressar algo que faz parte de nossas vidas, mas que ao mesmo tempo muitas vezes é renegada pelo ser humano. Augusto traz para a vida a morte como consequencia, onde todos nós estamos inseridos neste processo.

    Comentário por Antonio José — março 25, 2008 @ 10:48 pm

  7. O autor deixa a mensagem de uma pessoa muito sinistra,retrata a vida a morte de uma forma muito cruel,como se tratasse de um vampiro, e também que a vida e amorte estão sempre juntas.

    Comentário por Josefa Alda — março 27, 2008 @ 9:46 am

  8. Sobre o poema PSICOLOGIA DE UM VENCIDO de Augusto dos Anjos, percebi como marca mais relevante o pessimismo combinado com a grande angústia diante do destino que espera por todos nós: A MORTE. Mas, por mais impactante que seja o poema pela sua linguagem forte, ele demonstra a fria e real verdade do Fim ao qual todos estão submetidos. Independente de qualquer prepotência, teremos a mesma sentença: acabaremos como pó, constituintes da terra.

    Comentário por Laiana Ferreira 1º "A" noite — março 27, 2008 @ 5:02 pm

  9. Este texto relata sobre um tema que todos passaremos por ele, que é a MORTE. Mostra o sofrimento de um homem que desde a infância luta pela vida e luta contra a dura realidade que nos espera, de sermos consumidos pelos vermes .

    Comentário por Joelma 1º "A" noite — março 27, 2008 @ 7:30 pm

  10. O poêma psicologia de um vencido trata de um tema de fundamental importância para a nossa vida:a auto estima.O poêma retrata uma pessoa desacreditada da vida,com uma visão negativa e pessimista .O autor faz uso de uma linguagem rebuscada para mostrar a sua visão da vida ,ultilizando ponto de vista cietífico e místicos para explicar sua má sorte .Apesar da linguagem muito rebusca e de difícil entendimento o texto é interesante e bastante significativo.

    Comentário por NIELSON — março 28, 2008 @ 9:56 am

  11. o texto acima apresentado, nos reflete a questão do momento em que uma pessoa (morta, já enterrada)sofre o “ataque” do verme que o consome por inteiro e deixa, como o mesmo diz, apenas seus cabelos. esta poema nos mostra ainda que a pessoa que está passando por isso, já considera-se vencido, pois não encontra mais jeito.

    Comentário por eduardo souza - 1º B - noite — março 28, 2008 @ 1:25 pm

  12. Augusto em algumas de suas poesias descreve as “verdades”,o outro lado de coisas ou momentos , os quais não temos o hábito de comentar ou que não queremos enxergar quando este nos transmite algo constrangedor.O poeta busca sempre palavras que causem impacto em seus leitores.
    Recomendo a seus admiradores uma poesia,Versos Íntimos, que há alguns anos atrás tive a oportunidade de recitar e até hoje sempre que de alguma maneira tenho acesso a algo relacionado a meu conterrâneo retorna a meu pensamento.

    Comentário por Edlani -Letras/1º B — março 28, 2008 @ 4:01 pm

  13. Com linguagem claramente obscura, persimista, amargurada e com termos cientifistas, a poema A PSICOLOGIA DE UM VENCIDO faz lembrar outro conhecido poema do autor ‘VERSOS INTIMOS.
    Obscuridade essaque deixa cada verso triste, amargo e expõe de forma escancarada o quão sem esperança era o interior de seu autor.
    Mesmo assim sua leitura traz de modo implicito e explicito como real podem ser as profundas imperfeições que cada um tem dentro de si.

    Comentário por jailson jonio — março 28, 2008 @ 4:11 pm

  14. A psicologia de um vencido mostra a postura existencial do poeta, apela ao universo do distanciamento científico: uma angústia esmagadora cresce e se avoluma diante da fatalidade que conduz os homens à senda inevitável da putrefação. Toda carne infalivelmente irá se decompor um dia. Interpretação poética do cosmos e desespero particular descambam num lamento das coisas, sentimento doloroso, a raiz de todas as dores está na vontade de viver.

    Comentário por FABIANO LIMA — março 28, 2008 @ 6:13 pm

  15. A poesia de augusto dos anjos caracteriza-se pela crueza dos temas, que giram em torno da morte e da doença, focalizando hospitais, necrotérios, hospícios, cadáveres e micróbios, pelo exotismo da linguagem, carregada de vocabulários científicos, e por um agudo pessimismo diante da vida.Também fala usando uma serie de palavras científicas.

    Comentário por Karla Valéria — abril 1, 2008 @ 11:53 am

  16. O texto,de Augusto dos Anjos,tenta representar e passar para nós a agonia da morte,da doença e da decomposiçao humana.Por isso,que acredito eu,que o nome do texto é Psicologia de um Vencido porque significa alguém que está sendo vitima de uma doença e já preve a agonia de sua morte!

    Comentário por Clarissa de Assis Lima — abril 1, 2008 @ 3:49 pm

  17. O texto de Augusto dos Anjos apresenta uma linguagem científica e rebruscada, tendo como característica marcante a situação de vida enfrentada por uma pessoa ,no texto, é apresentada uma situação fúnebre e melancólica, onde o personagem já sente todo um processo de decomposição.É ainda notada a riquesa textual do escritor.

    arnaldo – letras – 2007.2 noite

    Comentário por arnaldo da silva nascimento — abril 1, 2008 @ 5:31 pm

  18. Neste texto o autor Augusto Dos Anjos se expressa de uma forma melancólica e muito triste, ele passa um estado de impotência sem sentido de vida, como se tivesse chegado ao fim.

    Comentário por Ed B. A. — maio 28, 2008 @ 11:05 am

  19. adoroõ esse poema ‘ pois nos mostraa o qui futuramenty nos
    espera !!
    ;♥

    Comentário por Guilvia — outubro 11, 2010 @ 6:17 pm

  20. […] do século XX e suas influências na Arte e na Literatura do período; uma questão sobre o poema Psicologia de um vencido, de Augusto dos […]

    Pingback por Simulado II: conteúdos « prof. Brincher | Literatura — julho 4, 2011 @ 12:56 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: